Sentimentos

sentimentos1.jpg
PS: Clique na imagem para visualizar maior
Anúncios

Alicia Keys – Trechos

(Karma)
“Were you the one who said, that you don’t want me anymore
And how you need your space, and give the keys back to your door
And how I cried and tried and tried to make you stay with me
But still you said your love was gone, and that I had to leave”

(How come you don’t call me)

“I keep your picture beside my bed
and I still remember everything you said
I always thought our love was so right I guess I was wrong
always thought you’d be by my side papa now you’re gone”
how come you don’t call me

(Diary)

I feel such a connection
Even when you’re far away

Quase final de 2007

Eu, realmente me sinto bem. Senti-me mais madura, e os elogios que venho recebendo das pessoas me motivam cada vez mais.

 

Tenho sentido muito orgulho de mim, meus esforços estão tendo resultados, já estou oficialmente formada, sou uma Bacharel em Sistemas de Informação, meu primeiro emprego, carteira assinada, uma grande empresa, na verdade uma multinacional.

É maravilhoso saber que as pessoas acreditam em seu potencial.

Tenho me dado ao luxo de ter coisas que antes não podia ter um livro! Sim, um livro, vinda de família humilde existiam outras coisas para se preocupar em comprar, e um livro não fazia parte, a não ser que a escola, depois a faculdade me obrigasse a ter.

Tenho descoberto tantas coisas, as palavras desfilam sob meus olhos atentos que lêem, em uma quase devoração, querendo recuperar o tempo perdido. Meus dias tem sido assim, trabalho, atenção para com os meus pais, meus sobrinhos e irmã. Ouvir e sorrir com os amigos.

Vi em algum lugar que: “Não é a quantidade de amigos, que importa, mas sim a qualidade, e é bem por ai mesmo”. Meus amigos, minhas flores, meus anjos. A vida está sendo boa comigo, não tenho como reclamar, porém algo me incomoda.

Sinto falta de alguém, demais até, às vezes me pergunto o porquê, mas não consigo respostas, a não ser o estômago com “borboletas”.

Mudei um bocado esses dias, não para agradar alguém, mas a mim. Revi e ando revendo meus conceitos, meus paradigmas.

Ando aberta a tudo. Quero experimentar para saber do que gosto e do que não gosto. Comidas, bebidas, músicas, culturas, quero, quero, quero, aprender!

O que queria, era apenas dizer, o quanto estou feliz, com essa maturidade que sinto, com essa vontade, força, determinação e esperança.

O que quero para 2008 é continuar com tais requisitos e uma nova oportunidade com essa pessoa que me é tão querida e amada.

E minhas descobertas continuam…

 

E minhas descobertas continuam…

Sim, essa música foi cantada no filme Mágico de OZ(pelo menos uma parte) e também aparece no final do filme, Como se fosse a primeira vez, mas o que me refiro é que, não tinha me atentado a letra, e é tão linda. E foi isso que me fez escrever, sim, você pode, nunca é tarde para recomeçar, já te disse uma vez que você precisa de oportunidades, talento você tem e de sobra, eu não entendo o porquê de você ainda não está fazendo “sucesso”, imagina você. Sei que falei muitas coisas erradas quanto a você, e não é exatamente o que eu achava, era raiva mesmo. E quando estamos com esse sentimento é como se estivéssemos, acuados, encurralados, e eu quis te ferir, só que feri muito mais a mim. Então, tenha fé, as coisas irão dar certo, na verdade já estão, você merece. Não se perca, não desanime, tenha fé, tenha força, lute, você é guerreira, terá o quer verdadeiramente. Assim como você me pediu, mesmo que você me afastasse, eu ficasse sempre por perto. E eu estou, de longe, porque na ânsia de ficar perto, estava pelo jeito te sufocando, mas não era por maldade. Enfim, não desanime, força!

Vai Saber?

Marisa Monte

Composição: Adriana Calcanhotto

Não vá pensando que determinou
Sobre o que só o amor pode saber
Só porque disse que não me quer
Não quer dizer que não vá querer
Pois tudo o que se sabe do amor
É que ele gosta muito de mudar
E pode aparecer onde ninguém ousaria supor

Só porque disse que de mim não pode gostar
Não quer dizer que não tenha do que duvidar
Pensando bem, pode mesmo
Chegar a se arrepender
E pode ser então que seja tarde demais
Vai saber?

Não vá pensando que determinou
Sobre o que só o amor pode saber
Só porque disse que não me quer
Não quer dizer que não vá querer
Pois tudo o que se sabe do amor
É que ele gosta muito de se dar
E pode aparecer onde ninguém ousaria se pôr

Só porque disse que de mim não pode gostar
Não quer dizer que não tenha o que considerar
Pensando bem, pode mesmo
Chegar a se arrepender
E pode ser então que seja tarde demais
Vai saber?
Vai saber?
Vai saber?

Não vá pensando que determinou
Sobre o que só o amor pode saber
Só porque disse que não me quer
Não quer dizer que não vá querer
Pois tudo o que se sabe do amor
É que ele gosta muito de jogar
E pode aparecer onde ninguém ousaria supor

Só porque disse que de mim não pode gostar
Não quer dizer que não venha a reconsiderar
Pensando bem, pode mesmo
Chegar a se arrepender
E pode ser então que seja tarde demais…

quero.jpg