Pintura semi-exata, daquilo que parece não ter sentido algum.

Uma mistura de passado e futuro que nao define quase nada do seu presente.

Não existe una moldura exata, não se permite uma definição.

Dança ao ar livre quando lhe dá na teia, chora ao se deparar com a tristeza do seu irmão.

Não se contenta com as injustiças.

E isso lhe tira o sono. Vive no abandono de si mesma.

Muitas vezes não entende, mas vai assim mesmo.

Quase sempre um sorriso no rosto.

Ah, o desgosto? Ele também existe.

Mas, prefere ser assim. Inexata.

Pq a exatidão das coisas é chata e cotidiana.

Ela, não.

Prefere ser um dia de sol, chuva, frio e tempestade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s